Uma Rapidinha com AIX

Alguem conhece o Mução ??? aquele das pegadinha nordestinas ????
Pois então …. te apresento o AIX …

Pegadinha do AIX … hehehehehehe

(AIX) Alo …
(DBA) Sim ….
(AIX) Seu script não esta funcionando …
(DBA) Como assim ????
(AIX) Não esta !!!! esta retornando um erro …
(AIX) … Seu incompetente … o problema é no seu banco !!!!
(DBA) RRRRRR quem vc pensa que é ?????
(DBA) Deixa eu ver o erro …
(AIX) 3074FEB7 0515214310 T H fscsi0 ADAPTER ERROR
(DBA) Que estranho ….
(DBA) Isso é erro de disco … não de banco …
(AIX) Se vira nego … seu script que retornou !
(DBA) Ta bem mané .. vou te provar que o problema é de Hardware e não do banco …
(DBA) E só pra calar sua boca … o script é de gerenciamento de disco … mas vamos lá
(AIX) Ta … to aguardando !!!
(DBA)

# errpt -aj 3074FEB7 > disk_error.txt
vi disk_error.txt
/3074FEB7

LABEL: FSCSI_ERR4
IDENTIFIER: 3074FEB7

Date/Time: Fri May 14 10:05:32
Sequence Number: 84628
Machine Id: XXXXXXXXXXXX
Node Id: SERVER
Class: H
Type: TEMP
Resource Name: fscsi0
Resource Class: driver
Resource Type: efscsi
Location: U0.1-P2-I3/Q1

Description
ADAPTER ERROR

Probable Causes
ADAPTER HARDWARE OR CABLE
ADAPTER MICROCODE
FIBRE CHANNEL SWITCH OR FC-AL HUB

Failure Causes
ADAPTER
CABLES AND CONNECTIONS
DEVICE

Recommended Actions
PERFORM PROBLEM DETERMINATION PROCEDURES
CHECK CABLES AND THEIR CONNECTIONS
VERIFY DEVICE CONFIGURATION</
p>

(DBA) Alo … AIX ????
(AIX) Sim …
(DBA) Não disse ???
(DBA) O problema é no disco mané …
(DBA) VocÊ tem um problema físico …
(DBA) Pode ser o disco, os cabos, HBA, etc ….
(DBA) Sendo assim … liga pro seu adm. de rede !!
(AIX) HUMMM …..
(AIX) Ta ….
(DBA) Da proxima vez tenta ser mais esperto ta bem ???
(DBA) tu tu tu tu tu tu tu tu tu tu tu tu tu tu tu (Desligou o telefone)

É isso ai minha gente ….
Mais uma vez provando que nem sempre o problema é do banco …
Fiz uma brincadeira pra descontrair … mas a coisa é séria …

Fica a dica …
Ate +
Kenia Milene

Windows XP Turbinado (LENDO 4GB)

Pois é minha gente a cada dia que passa a tecnologia avança mais…

Você compra um super PC aqui .. e um mês depois ele já esta obsoleto, ou ainda aquela super máquina que você comprou com 4GB de memória só pra jogar tem problemas com o Windows XP, porque ele por ser 32bits só reconhece até 3GB..

Conversando com um cara bacana que é MCSE, ele me disse que existe uma forma de fazer o Windows XP reconhecer TODOS os gigabytes que você comprou !!!!

Tem um arquivo de sistema oculto que se chama boot.ini que tem mais ou menos essa estrutura:

[boot loader]
timeout=30
default=multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(1)\WINDOWS
[operating systems]
multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(1)\WINDOWS=”Microsoft Windows XP Professional” /noexecute=AlwaysOff /fastdetect /PAE

Adicione o parâmetro /PAE ao final da ultima linha que é o (Physical Address Extension)

Para saber um pouco mais sobre o PAE e os parâmetros do boot.ini segue abaixo alguns link de referencia:

http://support.microsoft.com/kb/291988/en-us

http://technet.microsoft.com/en-us/sysinternals/bb963892.aspx

E é só pessoal

Kenia Milene

Procedimento de Instalação do Oracle 9i (9.2.0.7.0) no Red Hat Linux Enterprise AS4

Pois é minha gente …. já estamos no 11G mas temos muitas bases de produção em 9i, e o que fazemos em um caso de crash do servidor onde temos que reinstalar sistema operacional, banco .. TUDO !!!!!!
Como diria o poeta Carlos Drummond de Andrade:

“ E agora, José?

A festa acabou,

a luz apagou,

o povo sumiu,

a noite esfriou,

e agora, José?

e agora, Você? …”

Agora amiguinho senta la na frente do servidor e mão na massa !!!!

Bom .. o Marcos Camargo – DBA Oracle me enviou um procedimento de instalação do Oracle 9i no Red Hat Enterprise (Case dele) que acho bacana publicar, afinal …. pode ser útil !!!!

01. Instalar o RedHat AS4 no servidor

Configuração de Hardware:

– ITAUTEC 1140S
– P4 2.8 (Ghz 200 x 14.0)
– RAM 512 MB
– BIOS 925 x/XENEO w705311cv1.7b

Verificar qual o tipo de Sistema Operacional

# uname –a
# rpm -qa –queryformat “%{NAME}-%{VERSION}-%{RELEASE}.%{ARCH}\n” | sort

02. Instalar os Componentes de SO Requeridos

Verificar a “Nota 303859.1 – Requirements for Installing Oracle 9iR2 on RHEL 4”

2.1. Minimum Software Requirement

Componentes de SO requeridos

– compat-db-4.1.25-9
– compat-gcc-32-3.2.3-47.3

– compat-gcc-32-c++-3.2.3-47.3

– compat-oracle-rhel4-1.0-3

– compat-libcwait-2.0-1
– compat-libgcc-296-2.96-132.7.2

– compat-libstdc++-296-2.96-132.7.2

– compat-libstdc++-33-3.2.3-47.3
– gcc-3.4.3-9.EL4
– gcc-c++-3.4.3-9.EL4

– gnome-libs-1.4.1.2.90-44
– gnome-libs-devel-1.4.1.2.90-44
– libaio-devel-0.3.102-1

– libaio-0.3.102-1

– make-3.80-5

– openmotif21-2.1.30-11

– xorg-x11-deprecated-libs-devel-6.8.1-23.EL
– xorg-x11-deprecated-libs-6.8.1-23.EL

Baixar o “Patch 4198954 – COMPATIBILITY PACKAGES FOR ORACLE ON RHEL 4”

– Descompactar e executar:

# unzip p4198954_40_LINUX.zip
# rpm -ihv compat-oracle-rhel4-1.0-5.i386.rpm
# rpm -ihv compat-libcwait-2.1-1.i386.rpm

Depois de instalar o Patch 4198954, alguns erros podem ocorrer no Shutdown e Startup do servidor.

2.2. Environment

Variável de configuração requerida

# export LD_ASSUME_KERNEL=2.4.19(.bash_profile do oracle)

Verificar os parâmetros dos semáforos
# cat /etc/sysctl.conf

Alterar as configurações do kernel em /etc/sysctl.conf

#nome do host completo !!
kernel.hostname = yourhost.yourdomain.com

#nome correto do domínio !!
kernel.domainname = yourdomain

fs.file-max = 327679

Semáforos requeridos do kernel:

# echo 100 > semmni
# echo 256 > semmns
# echo 100 > semopm
# echo 100 > semmsl
# echo 100 > shmmni
# echo 2097152 > shmall
# echo 2147483648 > shmmax

Para ativar as novas configurações

# sysctl -p

O comando deve mostrar o nome do host completo

# hostname
hostname.domainname

Os seguintes ajustes do ambiente são requeridos para o usuário do Unix que executa a instalação (por exemplo oracle)

# umask
0022

# echo $LD_ASSUME_KERNEL
2.4.19

Se algum pacote de Java estiver instalado no sistema, desconfigure todas as variáveis de ambiente de Java (por exemplo JAVA_HOME).

O usuário do Unix que executa a instalação (por exemplo oracle) não deve mandar o Oracle instalar as variáveis relacionadas ajustadas pelo defeito. Por exemplo, ajustando ORACLE_HOME, o PATH, LD_LIBRARY_PATH para incluir binários do Oracle em .profile , .bash_profile , .log na lima e /etc/profile.d devem completamente ser evitados.

Mover a biblioteca e alterar o path

# mv /usr/lib/libcwait.so /lib/libcwait.so

# cat /etc/ld.so.preload
/usr/lib/libcwait.so (*** Alterar esta linha para /lib/libcwait.so )

# vi /etc/ld.so.preload

Depois da alteração, o arquivo deverá mostrar:

# cat /etc/ld.so.preload
/lib/libcwait.so

Adicionar os parametros de semáforos

# cd /proc/sys/kernel

echo 100 32000 100 100 > sem
echo 2147483648 > shmmax
echo 4096 > shmmni
echo 2097152 > shmall
echo 65536 > /proc/sys/fs/file-max

ulimit -n 65536

echo 1024 65000 > /proc/sys/net/ipv4/ip_local_port_range

ulimit -u 16384

Executar o comando para ativar estas novas configurações

# sysctl -p

03. Criar diretórios

# mkdir /ora9i

04. Copiar as mídias para o diretório

# cp /media/cdrom/ship_9204_linux_disk1.cpio.gz /ora9i/
# cp /media/cdrom/ship_9204_linux_disk2.cpio.gz /ora9i/
# cp /media/cdrom/ship_9204_linux_disk3.cpio.gz /ora9i/

05. Criar os usuários e grupos necessários para instalação e administração do Banco

# groupadd dba
# groupadd oinstall
# groupadd oper
# useradd -c DBA -g oinstall -G dba oracle

Isto irá criar o user “oracle” com o grupo primário “oinstall” e secundário “dba”

06. Criar os diretórios do Oracle para instalação

# mkdir /u01 /u02
# chown oracle.dba /u01 /u02
# chmod 755 /u01 /u02

07. Criar uma senha para o usuário “oracle”

# passwd oracle

New UNIX password:
Retype new UNIX password:

08. Criar as variáveis de ambiente para o user oracle

# su – oracle

$ pwd
/home/oracle

$ ls –la

Editar .bash_profile e incluir as seguintes abaixo

$ vi .bash_profile
ORACLE_BASE=/u01/app/oracle
ORACLE_HOME=/u01/app/oracle/product/9.2.0.7.0

*** muda conforme o banco a ser criado ***
ORACLE_SID=prd

PATH=$PATH:$ORACLE_HOME/bin
LD_ASSUME_KERNEL=2.4.19
LD_LIBRARY_PATH=$LD_LIBRARY_PATH:$ORACLE_HOME/bin:$ORACLE_HOME/network/lib

export PATH ORACLE_BASE ORACLE_HOME ORACLE_SID
export LD_LIBRARY_PATH LD_ASSUME_KERNEL

09. Alterar o owner/grupo Recursivamente dos diretórios

# chown -R oracle.oinstall /ora9i
# chown -R oracle.oinstall /Download_Oracle9i

10. As Mídias

Descompactar as mídias em /ora9i como usuário oracle

$ gunzip ship_9204_linux_disk1.cpio.gz
$ gunzip ship_9204_linux_disk2.cpio.gz
$ gunzip ship_9204_linux_disk3.cpio.gz

queimar as mídias

$ cpio -idmv < ship_9204_linux_disk1.cpio
$ cpio -idmv < ship_9204_linux_disk2.cpio
$ cpio -idmv < ship_9204_linux_disk3.cpio

11. Executar a instalação com Oracle Universal Installer

** DESATIVE A TECLA NUM LOCK, SENÃO A INSTALAÇÃO FICA TRAVADA !!! ***
Essa foi uma indicação do suporte da Oracle !!!

** Por problemas causados pelo o dicionário de dados Oracle, o export/import não funciona corretamente. Deve-se instalar, atualizar e depois criar os bancos desejados. ***

$ cd /ora9i/Disk1
$ ll

$ ./runInstaller

Quando for solicitado, abrir outra janela e logar com root.

$ su – root
login:

Como root:

# cd /u01/app/oracle/product/9.2.0.7.0
# ./root.sh

12. Aplicar o patchset 9.2.0.7

$ mkdir /ora9i/patch_set_9207

Copiar do CD01 o arquivo p4163445_9207_LINUX.zip

$ cd /ora9i/patch_set_9207
$ unzip p4163445_9207_LINUX.zip
$ cd disk1

Selecionar o OraHome

$ ./runInstaller

Executar numa janela em separado

$ root.sh

13. Dicas úteis

* character set.: WE8ISO8859P1

* diretório_base: /u01/app/oracle/product/9.2.0.7.0

* grupo unix….: oinstall

* database file.: /u01/app/oracle/oradata

* ativar console:

$ cd $ORACLE_HOME/bin
$ oemapp console

* Verificar a configuração do listener.ora

* para ativar/desativar via dbstart/dbshut

* Comentar no sqlnet.ora

### SQLNET.AUTHENTICATION_SERVICES= (NTS) ### SR.6242748.993 – 08/04/2007 ###

É é isso ai pessoal ..

Marcos, Obrigado por contribuir com o Blog, e as duvidas que o pessoal postar fique a vontade pra responder !!!!

Kenia Milene

Excluir (Deletar, Matar, Chutar, Explodir) Um Serviço do Windows

Essa vai ser de matar o peão ….

Um belo dia eu instalei o Oracle no meu notebook na partição windows pra teste e fiz o procedimento de criar toda a estrutura do banco na mão … inclusive o maldito serviço do Windows.

Eis que na hora em que eu fui criar o serviço estava passando uma cena bem interessante na TV … e o que aconteceu ??? criei o serviço com o nome errado.

E agora minha gente ??? alguém já teve a triste tarefa de excluir um serviço do Windows?????

Isso é um trabalho para o Super Homem???? Silvester Stallone ou Chuck Norris ?????

Depois de muito googlar … todo mundo mandando dar uma de Chuck Norris lançar logo uma voadora no register … eu achei uma maneira bem tosca estúpida e simples de fazer isso. Basta usar um comando bem simples para excluir o serviço:

sc delete service_name

Essa foi de matar hein !!!!

Kenia Milene

Oração do Administrador de Redes

DATA CENTER CHEIO DE LINK
GIGABITES CONVOSCO
BENDITO SOIS VOZ ENTRE OS 3COMS
BENDITO A ALTA DISPONIBILIDADE … DATACENTER
SANTO MONITORAMENTO DO DATACENTER MAE DO SUPORTE
ROGAI POR NOS ADMINITRADORES
ASSIM COMO NOS ADMINISTRAMOS NOSSAS MAQUINAS
E NAO NOS DEIXEI TRABALHAR DE MAGRUGADA
AGORA E NA HORA EM QUE ESTIVERMOS DORMINDO

AMEM

Kenia Milene

Funções Que Facilitam a Vida !!!!!

É minha gente tem certas coisas que são um saco nao é mesmo ????
C
omo por exemplo quando é necessário logar em algum servidor pelo SSH temos que escrever aquela looonga linha:

ssh -v -C servidor -l usuario

E se eu dissesse que é possivel logar com apenas uma palavra???
P
ara isso basta criar uma função no .bashrc para esse comando.
V
ejam um exemplo abaixo:

function server
{
ssh -v -C server -l usuario
}

Com isso basta digitar a palavra server que ele vai executar o ssh.
P
ara facilitar a vida ainda mais exporte as chaves para que nao seja necessário nem digitar a senha.
Como essa é possivel criar varios tipos de funções para facilitar a vida!!

Kenia Milene

Tar Remoto

Bom, a maneira mas simples de se fazer um backup é gerando um tar, acontece que o ideal é que esse tar não fiquei localmente no servidor, o ideal é que ele fique armazenado de preferencia em um servidor de backup.

Por um acaso ao gerar o tar, você já recebeu a triste noticia que não tinha espaço locar para gerar o tar?????

Pois é minha gente …. ninguém merece, mas eu conheço uma forma para resolver esse pequeno contratempo, podemos fazer isso com um tar remoto.

O tar remoto nada mais é do que gerar o tar direto no diretório do servidor onde ele vai ficar armazenado.

Para isso bastar seguir o exemplo abaixo:

tar cvfzp – /home/backup/ | ssh user@host ‘cat – >/backup/kenia/backup_ 20050921.tar.gz’

Com isso geramos o tar do /home/backup direto no diretorio kenia do servidor remoto

Espero que possa ser útil

Kenia Milene